Hoy te he visto en la terraza de un bar

c1c7520a1469460d13d66682b818a0fc_view

“Hoy te he visto em la terraza de um bar, as vuelto a ser tu, as vuelto a fumar…”

Quem me conhece sabe que essa é a minha canção favorita. “Hoy te he visto em la terraza de un bar”, composta por José Maria Canó. Sim, o mesmo do grupo Mecano. Nos anos 80, em pleno apogeu da carreira, Daniela Romo gravou essa música em seu disco “Amor Prohibido” e esta música, desde então, se tornou parte da minha vida. Daniela sabe disso.

Por isso, não fiquei surpreso quando o meu telefone tocou e uma voz conhecida começou a cantar: “Te buscado, tanto tempo… es tan grande la ciudad.” A interprete teve a modéstia de cantar para mim essa música por telefone e ainda mais, lembrou que é a minha favorita. Eu a agradeço muito, isso não tem preço.

Esta tarde, o motivo da chamada era para uma entrevista. Daniela estará aqui em novembro para realizar o show “Para Soñar”, que por muitos motivos possui importância. É o primeiro espetáculo que Daniela realizou depois que terminou o tratamento contra o câncer. É o primeiro alento depois de renascer. Ao mesmo tempo é uma celebração pela vida, uma forma de compartilhar ânimo, força e positivismo. Daniela possui um espírito inquietante e um tipo de esperança que a permite acreditar que sempre virá algo melhor. E é isso o que ela espera, e esperamos, com o show.

No ano passado, quando ela anunciou que havia vencido a enfermidade, publicamos uma extensa matéria sobre ela.  Daniela me contou sobre seus medos, sobre suas inseguranças e de como um diagnóstico pode mudar a sua vida em segundos. Além de ser uma pessoa falante, nem nos momentos mais obscuros ela perde o senso de humor. Esse é um dos seus grandes atributos, o de enfrentar a vida sempre com um sorriso largo, como ela mesmo diz.

“Você não sabe, don Miguél Ángel, mas foram momentos de incerteza. De não saber o que poderia me passar amanhã.  Eu tinha medo, insegurança… às vezes, desesperança. Mas isso ficou para trás, é parte do que eu vivi. É bom recordar esses momentos para nunca baixar a guarda, para não deixar que o inimigo nos pegue desprevenidos”, disse.

Hoje, Daniela sonha mais.. e está segura e confiante, já não há medo em suas palavras. Ainda que nunca tenha deixado de ser audaciosa, hoje ela é mais, com a confiança conseguiu recuperar o mais importante: ela mesma. De certo modo, ela se converteu em exemplo para muitas mulheres que receberam a notícia de que o câncer chegou em suas vidas. Ainda que aceite que no início teve dificuldades, finalmente compreendeu que o melhor a se fazer era “dominar o touro pelos chifres”, seguir adiante e não retroceder para tomar impulso. Dá gosto escutá-la tão animada e cheia de projetos, que é a forma como sempre a vimos. A verdade é que eu nunca a vi desanimada…

Foi naquela época, há dois anos atrás, que Daniela me confidenciou informações importantes da minha canção favorita. Me contou seus segredos e eu lhe contei os meus. Me contou sobre suas viagens à Espanha para gravar seus primeiros discos, sobre o momento em que essa canção chegou em suas mãos  e que nunca, até aquele momento em que conversou comigo, tinha dado à canção a atenção necessária.

“E, porque você gosta tanto dessa música?” Me perguntou. Quando lhe disse as minhas razões, ela falou: “Vou escutá-la novamente”. E mais tarde, voltou a me ligar e disse: “Você tem razão…”

É por isso que para mim e para muita pessoas Daniela fez parte das melhores recordações. Que ela esteja firme e de pé, que continue sendo sinônimo de esperança e felicidade. É assim que tem que ser…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s