Daniela Romo como nunca a viram – Se veste de Prostituta!

Daniela Romo gravou cenas cruéis ao encarnar sua personagem, Mercedes, da novela La Tempestad. Nas cenas ela se vestiu de prostituta para encontrar a sua filha perdida, Magdalena (interpretada por Ximena Navarrete). Tivemos uma conversa exclusiva com a atriz sobre como foi viver na pele uma das profissões mais antigas do mundo.

A dor de uma mãe

Daniela, conte-nos um pouco sobre as cenas em que dará vida a uma prostituta…

As cenas foram muito interessantes e difíceis porque essas mulheres não trabalham de dia e foi preciso esperar até a noite para encontra-las. Essa é uma das partes mais interessantes do meu personagem, que irá se desdobrar de mil formas e fazer o impossível para encontrar a sua filha, essa é a missão da sua vida. Ela não se importa em sair para a rua e colocar a sua vida em risco, o que ela necessita é falar com a sua filha depois de tantos anos e depois de tantas frustrações.

 tempestad daniela romo 2

“Daniela contribuiu para o desenho da roupa da personagem, inclusive, levou a peruca”

 

Nesta ocasião, o que foi mais difícil para você?

Eu gosto de fazer coisas que nunca fiz na vida, é a isso que me dedico sempre. O que há de mais bonito no mundo é poder experimentar através do seu trabalho, se atrever a fazer coisas que não faria. A maravilha da atuação é que ela oferece várias possibilidades.

É a primeira vez que dá a vida a uma “prostituta”?

Não assim… é diferente, porque nesta ocasião se trata de uma mulher desesperada em busca da sua filha. Ela usa este rosto, esta cara, este disfarce e não o vê como o submundo da prostituição, mas como a dor de uma mãe que pensa que a sua filha pode estar entre essas mulheres… Essa é a sua dor.

Você chorou muito?

Sim.

Quanto tempo demorou para se caracterizar?

A primeira vez demorou – porque gravamos essa cena por vários dias. Eles demoraram muito e eu pedi que fossem pacientes porque o vestuário e tudo, fomos nós que desenhamos. Julián Napoles, Irma e eu que penteamos a peruca e eu levei os acessórios, junto com outras coisas que necessitávamos para fazer a caracterização.

O que você pensa sobre a prostituição?

Não posso opinar sobre essa profissão, a mais antiga do mundo. As vezes as pessoas são vítimas das circunstâncias. Existem prostitutas que gostam de sua profissão e existem outras que não, algumas fazem por ambição… para ter dinheiro e outras coisas. Há outras que fazem porque as obrigam. Enfim, não se pode julgar. Se trata da vida de seres humanos, que mulheres que são como nós e não sabemos o que se passou na vida delas e as levou a esta esquina, a este lugar ou a necessidade de vender o corpo.

Essas gravações te afetaram emocionalmente?

Gostei porque levo as emoções comigo e logo vou as reconciliando com Mercedes, meu personagem. E é bonito porque quando você chega em casa, tira a maquiagem, lava o rosto e tira todos estes artefatos, volta a ser você. O interessante dessa situação é que você pode brindar a você e a seus companheiros, é um bom momento. Mas sim, emocionalmente é um pouco cansativo.

Daniela Romo Brasil

e6bd6e149e4e829c67eb92a6a49cd3df1369160048 (1)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s